domingo, 28 de março de 2010

Lei Bendita

Bendita lei

Seguimos uma lei, a que nos serve,
Um rastro, uma razão, um compromisso.
Nós somos da direita, nos conserve
O certo como certo, só por isso.
Cegamos para os outros que se atrevem
A pontos que diferem, referentes
Estranhos ao padrão dos que não devem
Ao fisco. Por que há versos que são frentes,
Avessos de aparência facial,
Essências tão grosseiras como fumo
De rolo?... Não nos cabem, são do mal.
Nós somos pelo bem, eis o resumo.
Conformes, no juízo que credita
Anil aos uniformes, eis a dita.



Algumas poesias, no decorrer de minha vida, me fizeram a cabeça. Com tempo fui percebendo que os responsáveis, os poetas, diferenciavam-se entre si e que suas obras eram coerentes com eles mesmos: como acontece com pintores, fotógrafos, músicos, escritores... Aí, então, comecei a procurar os autores; o que me foi muito benéfico e prazeroso. Hoje, gosto do que me toca; aprofundei-me um pouco mais nas coisas (e em mim), natural que minhas escolhas se pautem por outros parâmetros onde o humano (a linguagem), seja o mais coloquial possível: que...: como se pulasse por cima do que léxico e caísse direto dentro de nós; que tenha a consistência daquelas espumas de alta densidade, aonde somos acolhidos mas não nescessáriamente abraçados.
Gosto do Ferreira Gullar, mas, não o procuro... Vai entender...: na verdade, entendo: procuro uma linha definida, e contínua de expressão, que encontro em Henrique Pimenta.
'Apresento-lhes' (o apresentarei inúmeras vezes), novamente; é um Poeta que aprecio e admiro muito. Uma admiração que beira o respeito: (se não for o mesmo!,
por isso o 'P' maiúsculo).
Um poeta maior - em busca de si, e do Uno; do qual todos fazemos parte, infelizmente, de maneira inconsciente na maioria do tempo.



17 comentários:

  1. E é isso mesmo, Sylvio, falamos a mesmo língua. A mediocridade vem de alguém e não sabemos de quem.

    Sempre que tento entrar aqui dá problema, e fica difícil entrar. Só consigo pelo perfil.

    Um abraço e boa semana

    ResponderExcluir
  2. Sei lá o que está acontecendo!
    Não precisa responder aqui, tou toda hora na sua pág, rapaz!

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  3. Sylvio
    De Vinhedo? Linda cidade. Tenho amigos lá. :-)

    Gostei do seu blog, voltarei... Também gosto muito de poesia, leitura e escrever me dá um imenso prazer.

    Abraços
    Anne

    ResponderExcluir
  4. Acho q um dia ainda chego a me interessar mais por poemas... Não que eu as despreze! talvez seja um momento xd mas alguns eu admiro como esse q vc compartilhou com nós!
    abração

    ResponderExcluir
  5. sylvio,

    muito oportuna sua indicação. o henrique pimenta é talvez o melhor no que faz aqui em nosso mundo webzístico. poucos poetas mantém a qualidade e a diversidade que ele mantém. sou fã de carteirinha e muito suspeita para falar do bardo, ele chegou no meu blog quando ainda ninguém chegava no blog de ninguém, transformou um poema meu e eu fiquei encantada com a forma com que ele arrumou minha emoção no verso.
    de lá para cá eu o acompanho fielmente e com todo o cuidado para não perder a frenética produção que ele tem.

    um beijo para você,
    um outro para ele.

    ResponderExcluir
  6. Diego
    Por causa de alguns, chegamos ao todos. no mínimo, abrimos nosso leque, ficamos de olhos abertos!

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  7. Betina
    Oportuna também é sua presença, e seu comentário.
    Um post desse tipo pode ser considerado políticamente 'incorreto', sei lá..., pode dar a impressão de puxa saquismo. Que se dane se rolar essa fita.
    Como vc, admiro de mais 'esse rapaz'. E demosntrações deste tipo têm que ser dadas ao vivo e a cores.
    Se pudesse, ía lá e abraçava 'o rapaz', ele merece!

    Brigadu por suas palavras minha querida!

    Bjs pro cê.
    Abrçs pra ele.
    :)

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigado, Syl!

    Sua declaração (cordial) me enreda em emoções - e não me desenredarei nunca!

    ResponderExcluir
  9. Sylvio
    Que puxa saco que nada, vc sabe o ue é bom, tem bom gosto e o Henrique é realmente um grande poeta!
    To contigo e não abro! :)
    Bjs e achei que tinha vc linkado no meu blog..., vou agora mesmo linkar, gosto muito daqui :)
    Bj procê e bj pro Henrique :)

    ResponderExcluir
  10. Caro Henrique
    não há o que agradecer, tampouco se sinta 'enredado' (se preocupe não, entendi o que quis dizer).
    Se o que vale é o aqui e o agora, façamos por valorizá-lo: valorizando as pessoas que o valorizam. Ganhamos todos nós.

    Não é por ser um lugar público que não poderei me entregar a discretas homenagens, que, claro, se tornarão públicas.

    O 'rapaz' foi pra encher o saco um pouquinho... :)

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  11. Gi
    De fato, o é.
    Falei de puxa saquismo por ter ficado com a pulga atrás da orelha.
    Linke-me, leve-me, leia-me!

    Bjão pra vc.
    Abrção pro Henricón!

    ResponderExcluir
  12. Concordo Adriana. Não tive que 'escolher' muito.

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  13. Sylvio,

    Também gosto muito do trabalho que o Henrique desenvolve. Parabéns pelo olhar acurado!

    Abraços, meu caro!
    Lou

    ResponderExcluir
  14. Henrique Pimenta é, poéticamente, um consenso. Mas não só poéticamente, como dá para perceber na amabilidade com que se dirige a nós em suas respostas.

    Também me agrada seus blogs, extremamente criativos.

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  15. O seu blog é muito interessante. Vejo que sua visita que me possibilitará conhecer outros escribas. Grata.É um presente múltiplo.

    ResponderExcluir

Atue! Movimente-se! Se expresse! Nem que seja só comentando aqui!