sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Circunstâncias Suspeitas

O escritor  curitibano Yves Hublet, 72 anos, faleceu no dia 27 de julho último depois de ser preso. Ele desferiu umas bengaladas em 2005 (foto), no então deputado Zé (aquele: o Dirceu), no auge do escândalo do mensalão.
Yves começa a ter problemas no Brasil (pronto! já vão culpar o Zé...).
O idoso escritor vai então pra Belgica, pois tem dupla cidadania.
Volta pro Brasil para participar de um evento cultural, ou algo assim.
Na hora de voltar pra Belgica confiscam-lhe o passaporte no aeroporto.
Fazem ele virar preso, incomunicável!
Morrem-no.
Seu corpo é cremado ao arrepio da lei: sem autópsia.
Silêncio geral.

Pergunta: se Armand Jean du Plessis (o Cardeal de Richelieu) pôde, por que também não pode o Dirceu (que, sabe-se, fala mas não diz)?

http://www.brasilcultura.com.br/literatura/morre-o-escritor-yves-hublet/
Esclarecimento sobre a morte de Yves Hublet  (esse é 'da casa'... O texto apareceu de maneira esquisita: "Cláudio Ribeiro recebeu de Tatiana Ribeiro o email de fulano..."
O autor é PTista, seu filho é produtor do filme sobre o Lula...).

Em 4 de agosto de 1954 Carlos Lacerda sofre um atentado em que é ferido no pé, e o major que o acompanhava foi ferido no peito.
Esse foi um acontecimento relevante na época, e abriu uma crise política que desencadeou num pedido de renuncia feito pelos militares a Getúlio, que se recusou a entregar o poder e se suicidando algumas horas depois.
A história oficial continua sendo contestada por estudiosos do assunto e admiradores da era Vargas, que apontam inconsistências na investigação.

Durante o atual governo foram cometidos dois assassinatos a governantes:
do Toninho do PT, cuja causa a viúva estabelece como sendo a corrupção que havia em seu governo e com a qual ele não compactuou;
e o assassinato de Celso Daniel, prefeito de Santo André, torturado e executado.

O médico legista Carlos Delmonte Printes, que examinou o corpo de Celso Daniel também foi assassinado, mas antes foi pressionado pelo deputado Luiz Eduardo Greenhalgh (PT), para que mudasse seu depoimento... (que coisa! porque fariam isso?).
Antes  da morte do legista 6 (seis) testemunhas ligadas a esses assassinatos já tinham sido eliminadas (a maioria a tiros).

Deve ter mais coisas por aí (e tem!!), feitas por membros do partido deste governo que aí está, mas não tô com saco pra pesquisar..., vou palocci por aqui; até porque não virá nenhum petista pra levar um papo..., tão todos enaltecendo o Bolsa-família e o 'estadista' que o criou.
Tá danado...!

40 comentários:

  1. É muito mais do que bem posto (embora ele seja, realmente, bem colocado; atual e oportunamente posto). Vindo de você, essas palavras enaltecem o texto, e a idéia nele contida.

    Sejas sempre, ó Mulher, uma pessoa bem vinda; por todos os séculos dos séculos, Amém!

    ResponderExcluir
  2. Sylvio, eis aqui um integrante de um partido aliado ao PT. Não me sentiria à vontade para falar isso com outra pessoa; mas vejo em você um cara com a mente aberta, disposto a discutir, no sentido positivo da palavra.

    Não estou aqui para defendê-los. Repudio as atitudes infelizes desse tipo de político. E, sinceramente, eu não sabia de algumas dessas notícias, que me chocaram.

    O Partido nunca apoiou tais atitudes. Não acho justo criminalizar um partido pelo que uma minoria ridícula faz. Acho válido argumentar sobre medidas adotadas pelo Governo, sejam elas boas ou ruins. O Bolsa Família, por exemplo, reforça o orçamento de uma família que vive na miséria, ainda que timidamente. Mas há argumentos contra, e eu os respeito. Há também outros tópicos que acho positivos no governo, como: elevação do salário mínimo, brutal redução da dívida externa e aumento do número de consumidores no país. O que me decepcionou um pouco nesse governo foi a pouca atenção dada à Reforma Agrária.

    Sylvrio, pode ter certeza: eu só estou falando porque sei que vou ser respeitado e porque confio na sua inteligência , no sentido de saber ouvir, discordar e me criticar, com argumentos.

    O PT, que hoje é uma instituição, não pode ser penalizado pelas atitudes individuais de alguns idiotas.

    E, para deixar claro, não sou do PT. Sou do PCdoB. rs

    Um abraço de um cara que acredita que pode evoluir com uma discussão com uma pessoa inteligente.

    ResponderExcluir
  3. Somos (os dois), inteligentes; disso não tenha duvida.

    Gostamos (os dois), de conversar; e isso é bom (como diz a bíblia).

    Não há como defender um partido, todos são 'agremiações', que nem as torcidas organizadas: sempre tem os que saem cagando por aí...
    No caso do PT, o que tem de nego fazendo besteiras..., é deixar o cabelo em pé.

    Vc não sabia de algumas dessas notícias...; nem vc nem milhões, infelizmente.

    Felipe, tem um cara fera que me apareceu duas vezes hoje sem que eu o tenha procurado, e sem que eu o conhecesse: ele me apareceu por meio de pesquisa que fiz, e por meio de um mail que recebi.
    O cara é fera.
    Ele não fala bem de seu partido; não entrarei no mérito; mas, entro no mérito do conteúdo exposto por ele, que falou de Mao (e as milhões de mortes que causou), entre outros luminares do comunismo.
    Leia-o. Se chama Olavo de Carvalho.

    Não tenho nada para falar de bom do comunismo, pelo contrário: o sofrimento causado pelo comunismo foi imensurável.

    Mas isso é um passado (que vc tem obrigação de conhecer) do qual pode tomar conhecimento através da literatura russa, filmes, documentários, etc.

    Não 'discuto' política, acho uma pobreza isso.
    Mas, conversar é bom!

    Bem, é isso.
    Tamos aí Felipense!

    ResponderExcluir
  4. Sylvio, legal o blog! Adorei o nome e seu preâmbulo, vâmu lá!
    Sobre 'Circusntâncias ...' a 'carta esclarecedora' me parece mais 'comprometedora que o fato. É cheia de detalhes, parece texto de advogado de defesa.
    Cheio de incoerências (dá pra entender um 'belga-apaixonado-pelo-Brasil-que prevendo-sua-morte-vem-morrer-na-pátria-amada' tentar embarcar num avião com armas?)
    O txt apareceu de maneira esquisita: "Cláudio Ribeiro recebeu de Tatiana Ribeiro o email de fulano..."
    O autor é PTista, seu filho é produtor do hiper-babaca filme sobre o Lula... Vc acredita que essa figura falaria alguma coisa 'contra' o PT?
    Gostei do texto do Felipe Braga, que fala sem paixão cega e insensata. Prefiro os Comunistas aos petistas: são mais sinceros, socialmente ingênuos, poetas, artistas. O PT a que ele se refere deve ter 'seis' membros, parecidos com ele, Felipe e que não tem mais a menor influência dentro do partido. O resto é zédirceu, martha, genoíno, mercadante e muitos 'aloprados' que não lembro nomes.
    abs!

    ResponderExcluir
  5. Gostou Serjão?

    Vc expôs razões mais que suficientes para que aquela carta 'da casa', não seja levada em consideração.

    Realmente, Felipe não é um desses alopradões que o PT tem de monte.

    Abrçs Serjão, valeu!
    (Sergio Tegon é fotógrafo - 30 anos de experiência na área).

    ResponderExcluir
  6. Se disser 'milênios', estarei entregando a rapadura...
    (Rêrêrê)

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sylvio. Tô com o Felipe. Tudo o que conheço desse fato são as referências que você postou aqui. Só posso dizer que parece mesmo uma situação nebulosa. Mas aí (comigo sempre tem um mas, rs) dei com os córno na condenação dos comunistas pelas mortes de milhares, etc. Bom... aí é uma questão de nos determos um pouco mais sobre as mortes que os modelos democráticos também carregam. No meu olhar, pelo menos, uma democracia que se permite a subserviência ao mercado financeiro e formula todas as suas políticas em função da política econômica tem tantas ou mais mortes nas costas quanto os regimes totalitários. Nesse aspecto, a vantagem que eu vejo no que chamamos regimes totalitários é a forma escancarada e clara com que essas mortes se efetivam, enquanto que no que chamamos regimes democráticos, essas sempre ocorrem sob circunstâncias suspeitas, estranhas e mistificadas.
    Gostei do teu blog. Bem democrático, o que é ótimo pra gente aparar as arestas e chegar a um consenso, até porque, quero crer, vemos caminhos diferentes prum mesmo destino desejado.
    Abs.

    ResponderExcluir
  8. Roberto
    Quanto às mortes em regimes ditatoriais serem mais evidentes (pois ninguém destes governos tinham que dar satisfação a ninguém), não os legitima.
    Mas deixemos isso de lado, comunismo, hoje, não tem 1/1000 da força que tinha.

    Sempre gostei do jeitão do Brizola.

    Ahhh, este blog é democratico pra caraio! Que nem o dono!
    Todos temos nossas idiossincrasias, nossas particularidades; seria o cúmulo da estupidez que se desse mais importância a elas do que ao que nos une: nossa humanidade.
    Que, pelo menos aqui, possamos dar asas ao exercício sublime da conversa, da interação, da junção fraternal de almas irmanadas para um bem comum! (Ôpa!)

    Deus, que habita 'em muitas moradas', também o faz em muitas conversas.

    Que se cruzem aqui nossos destinos: o meu, o seu, o de todos.

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  9. E ai Sylvio!(respondendo o comentário lá!) acho que o governo muda de acordo com a população, o problema é que geralmente a população não faz nada também... Daí pra que o governo iria se preocupar muito...?

    ResponderExcluir
  10. Fui fuxicar o que o meu primogênito, o Roberto escreveu e o que você respondeu. Conversa de gente adulta.
    E - te digo - se gostavas do Brizola já ganhou meu coração . Ele Brizola, o presidente dos meus sonhos.
    Não sou petista mas desde 89, quando, numa demonstração de coerência e humildade, o Brizola convocou seus simpatizantes a votarem no Lula, que eu voto.
    E voto na Dilma pelo mesmo motivo.
    Prefiro continuar arriscando do que continuar retrocedendo e quanto ao Bolsa Família, eu trabalho com isso e com afeto informo que o nome é Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal - que não limita-se a dar uns trocados não, é um programa extenso que depende das eficácias dos municípios que devem criar as condições para receberem tudo o que o Programa oferece, como por ex, o Pró Jovem.
    E tantas outras coisas.
    Há braços nestes programas. O Chile está mais avançado que nós nisso mas a idéia é a mesma - e não é má não.
    A única coisa em que o PT me magoa, é não ter continuado com os Cieps.
    Qto aos crimes...ah...tanto mais...em todos os tempos e vindos de todos os motivos.
    Sinceramente, não me surpreendem não.(Não se decepcione comigo por isto).
    Contente com a atenção que você me deu. 1 abraço aí.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  11. Pois é Diego
    Tudo estaria elas por elas se uma grande parte dos safados não ganhasse uma boa grana (muita!! se formos contar o que gastam em mordomias), para fazer o trabalho deles (que não fazem).
    E o pior, ainda desviam e usam dinheiro do Erário: o meu, o seu, o nosso...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Inicialmente, talvez um ano atrás quando a conheci, pensei que vc era tipo uma adolescente.
    como seu blog ficou meio que parado um tempo, me afastei. A conheci lá no blog da Wall, o Céu Aberto.
    Soube que vc era mãe de Roberto no blog dele, através de Betina (de quem sou fã empedernido).

    Sempre me agradou a maneira de falar do Brizola. Não sei se teria espaço atualmente, o panorama político mudou muito.

    'Não sou petista mas desde 89, quando, numa demonstração de coerência e humildade...'
    'E voto na Dilma pelo mesmo motivo.'


    Não acho ser esse um motivo políticamente de peso, me parece ser baseado mais no seu respeito pelo caudilho.
    Como vc afirmou: é um risco!; desnecessário a meu ver, uma vez que uma visão pragmática é nescessária neste momento.

    Mas, votar em quem????????????????
    Na Marina? É o que farei, se bem que ela pode não levar e aí, se entrar o Serra, vc terá um piripaco... :)
    Seria bom que nessa eleição acontecesse uma polarização entre dilma e Marina, ou, Serra e Marina...

    Quanto ao Bolsa Família: o Roberto já me deu uma boa macro visão de seu significado e importãncia.
    Os Cieps, de fato, foram abandonados. Aquelas construções imensas nem funcionam, encravadas em comunidades carentes que delas nescessitam.
    ('Ponto' pro Inacio!)

    Quanto aos crimes, antes de Abel e Caim já se matava... A mim também não surpreendem.

    A atenção que lhe dei foi mais que justificada.

    2 abraços aí!

    E obrigado também!.

    ResponderExcluir
  13. peraí que eu agora não tenho tempo pois vou dar almoço aos meus 200 filhinhos, mas depois eu quero ler cada uma das coisas que roberto, você e barbara disseram.. sei lá, olhando por alto acho que tem coisa que me identifiquei... volto depois.

    beijos.

    ResponderExcluir
  14. Toc toc toc... (batendo o pé, impaciente...).

    Tô esperanu!

    :P

    ResponderExcluir
  15. '200 filhinhos'?
    Quem manda gostar tanto de sexo?
    Rêrêrê!!!!!

    ResponderExcluir
  16. foi sem dúvida nenhuma o nome de brizola que me roubou a atenção. eu, o françois mitterrand e a internacional socialista tínhamos bastante confiança nele. 

    barbara falou em presidente dos sonhos, era o meu também, com o agravante de ter sido o único político que conseguiu prender minha atenção aos 13 anos, me deixar cinco horas sentada ouvindo suas palavras sem que eu me desse conta de que estava ouvindo por cinco horas e que eram palavras de um político. tinha uma compreensão superior dos caminhos da américa latina e sua vivência no poder brasileiro o fazia ser o único que juntava as peças no jogo político.

    li o diálogo de vocês e fico vibrando em perceber que o roberto é um cara preparadíssimo para o diálogo, nossa! defende suas posições e tem conhecimento do que diz, sai da superficialidade de repetir o que os outros dizem e põem a cara para bater com opiniões que, até agora, eu poderia dizer tranquilamente que são minhas.

    bárbara mora na cidade onde eu nasci. já me deu tantas surpresas agradáveis com nossas afinidades que basta eu ver o nome dela em um comentário para ler imediatamente o que ela tem a dizer. sou fã. ah, e é com certeza uma força responsável por dar ao roberto uma criação que o possibilitou desenvolver-se como ser pesante!

    você, querido sylvio, que só não tem duzentos filhos por não ter útero, pois gosta tanto do exercício que poderia até montar um manual prático,:) não me surpreende mais! de você eu espero nada mais, nada menos do que a inevitável transcendência para algo maior, algo que signifique uma visão do alto, uma opinião elevada ao conceito de filosofia, uma ida a lua para olhar o Todo... :)

    um beijo.
    (bárbara e roberto, beijos.)

    ResponderExcluir
  17. Sei que não tem os '200' filhinhos, tenho a certeza que tem amor suficiente para cuidar de todos caso os tivesse.
    Quanto a 'gostar de sexo', o que não me deixava assumir este ato natural como 'delicioso', era um arraigado e antinatural sentido religioso e, porque não, 'educacional'.

    Não posso responder agora, tenho que tomar um banhínho pra ir pra Escola.
    Depois nos falamos, tá bem?

    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Betina

    Como disse, simpatizava com o Brizola; mas não tinha a maturidade política suficiente para aprofundar-me em suas propostas ou idéias. Não gostava de política, nunca gostei!!!
    Hoje, continuo achando que é um papo que pode azedar rapidinho por conta de posições extremadas. Na verdade, aquele papo de não se discutir política/futebol/religião, é sábio.

    Conversar sobre política eu aceito, mas da politica, never more!
    A política é feita por homens e mulheres que, alguns/algumas, são pior que porcos(as); enquanto outros, agem corretamente. E existem eleitores para todos...

    Roberto de fato conversa num nível aceitável, o meu nível. Isso me basta.
    em nenhum momento se percebeu uma palavra mal colocada, uma ironia o o que quer que seja; posicionou-se de maneira coerrente com o que ele em si, pensa; existe aí uma delicadeza inata (ou nata, por ter recebido uma boa educação).

    Quem "põe a cara pra bater" tem o meu respeito; e escrevo entre aspas, pois não é aconselhável bater...

    Quanto à Bárbara, vamos conhecendo e cultivando, na amizade, pessoas com mentes claras, corações abertos, e espíritos conscientes; como mariposa, procuro luz.

    Quanto à você Betina, bebo suas palavras, ou, aspiro junto com o oxig~enio que me mantém vivo para as belas coisas que o planeta me oferece: como sua companhia por exemplo.
    Cultivo sua amizade sem arroubos sentimentais, embora exista muito sentimento aí. Assim sou, assim me entrego.
    Sua caminhada, o pouco que sei dela, me impressiona pela riqueza de conhecimento que lhe trouxe, em experiências e pessoas.
    Poder falar com pessoas como vc enaltece qualquer um; falo isso sem medo de ser feliz (como dizem). E fico.
    Bem, fico por aqui ao falar de vc; me estender seria entregar a rapadura... Rêrêrê!!!!!!!!!

    Agora, eu:
    Betina..., se tivesse útero..., fundaria uma creche - que esses homens de hoje tão muito folgados e tem alguns que fazem e nem querem saber dos bacuris!
    Realmente é um exercício muito salutar!!!!
    Transcender é viver...!
    Tento recriar uma visão mais elevada que tenho de mim, inevitávelmente relanceamos o olhar para o Todo, o Uno do qual viemos, e do qual pertencemos.

    Fico feliz por sua companhia, e pelos poucos que por aqui aparecem nem sempre pelos posts, mas, para bater um papinho básico.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. sylvio,

    eu tenho um filho de áries, um filho de capricórnio, uma filha de câncer, uma filha de escorpião, exigem tanto que parecem multiplicados até chegar aos duzentos filhos... :)
    aliás, dizer que tenho duzentos filhinhos foi uma criação do nosso outro eu, a wal. ela sabe o quanto me equilibro (e desequilibro) na criação deles.

    o melhor de nossa internet querida é que ela serve para nos mostrar como tem gente boa o mundo.

    veja se não é um sentimento muito legal: já não imagino um post meu sem um comentário seu, é o tal do Sylvício!

    - é uma pena você não ter útero, salvaria um monte de gente do buraco negro que é não ter a figura forte de um pai :) -

    desde a primeira vez que vim aqui duas coisas me chamaram bastante atenção, a conjunção astrológica e a variedade, de gente e de post.

    imagino já a festa de quando fizermos dez anos de comentários mútuos e de amizade companheira, vai ser muito bom, não?

    um beijo, com abraço!

    ResponderExcluir
  20. Ariano pode ser meio estúpido, mas não é sacana... - pelo menos, os bons.
    Imagino o trabalhão que tem...
    hoje me caiu a ficha com relação ao nosso outro 'eu'; a Wall.
    Da mesma forma como tem coisas que não aceito em mim, tem coisas que não aceito nela; para que as coisas caminhem não só temos que nos aceitar, assim como aos outros; já venho fazendo isso faz um tempinho.
    Da mesma forma como atitudes alheias 'enchem o saco'( é cunhada, mulher, filha, amigos, que fazem umas coisas que é duro de engolir), as minhas também devem encher... - faz parte eu aceitar de boa e ponto final.
    Caso não haja mudanças em mim, as defora continuarão na mesma.

    Porque falou da conjunção astrológica? vc é de que signo?

    Aqui tem variedade de post, sem duvida.
    Quanto a de gente, o que se nota é qualidade - peco pela quantidade e variedade...

    Não espero pelos 10 anos citados, faço minha festa agora, hoje, e sempre.

    Abração.

    ResponderExcluir
  21. somos três pessoas bem diferentes, nós três eus que formamos. acho até que nos completamos, tamanha nossa diferença. a beleza de sermos um é colar nossas diferenças em um único físico atuante na nossa amizade.

    acho, querido amigo, que devemos levar em conta a combustão que é nosso eu wal. aliás, acho que devemos até levar em conta que as mulheres tem outro tempo e outro espaço no cosmos que somos. pela nossa própria natureza, cozinhamos por longos dias as nossas opiniões, ficamos ali em fogo brando, mexendo, remoendo, tudo o que temos e o que não temos também. fazemos uma sopa amarga de doer e por vezes obrigamos o outro a tomar junto com a gente! mas, por outro lado, aquela criatura que aturar o excesso de pimenta, o muito de sal e a falta de ingredientes vai ganhar o mundo, vai virar o deus adorado em nosso altar de amor.

    você tem toda a razão de comemorar agora, viva! mas veja como somos nós, as mulheres, pensamos sempre em bodas...

    comemoro contigo e te espero lá nos dez anos adiante. não há mal em fazer festa para sempre, né?

    um beijo!

    ResponderExcluir
  22. Perdoe-me a demora em responder.
    Agora abri o blogguer, é 2 da matina (dia 26).
    Falo com vc daqui a pouco.
    Bjs Bê.

    ResponderExcluir
  23. Somos três pessoas bem diferentes, nós três, nesse Eu que formamos. Acho até que nos completamos, tamanha nossa diferença. A beleza de sermos um é colar nossas diferenças em um único físico atuante na nossa amizade.

    Tá aí um Mistério Cósmico que bestamente desconhecemos: que fazemos parte de um Todo, que eu, você, e a Wall, somos uma(um) só, pertencemos ao Uno.
    Ando pensando nisso depois de ter lido que a vida é justamente para que, físicamente, pudéssemos usufruí-la como Uma Só Pessoa, dividindo, ajudando-se, congratulando-se com o que chamamos de Vida.
    O que você propõe é que aconteça o que acontece com pessoas que se amam: criam com seu amor uma única entidade, e daí surge luz, a que cria, valoriza e justifica o viver.

    Tenho algumas coisas para falar, da Wall, de vc, de mim...
    Por alguma razão, acho que o que penso de cada um de nós tem alguma profundidade. Talvez por não ter as obrigações que vcs têm, fico com mais tempo para pensar nas coisas; talvez por ser um 'pensador' nato, talvez por dar importância às coisas..., não sei.
    'Pensar' é típico dos timidos, dos retraídos, que se aprofundam em elocubraçõs; pensei que fazia parte deste time, hoje vejo que não.
    Pensei em mandar um mail para responder ao seu coment, mas, não vi razão.

    Muito interessante sua visão das coisas: 'nosso eu Wall'...
    É verdade..., ela é uma faceta deste prisma... Uma faceta com certas características que, que nos afastam. Se fôssemos, ou melhor, se eu fosse dar atenção somente a essas características de personalidade, nos afastaríamos cada um para o seu lado. Mas, como bem vc colocou, ela é em sua totalidade uma ser humana rica em todos os sentidos.
    Desta posição tenho dela uma visão mais real, e mais justa.
    Por isso volto lá em seu blog e comento o que escreve, o que não acontece aqui...
    As razões pelas quais ela não aparece nem pra dar um oi? Não sei. Ignoro...
    O que rola então, o que 'penso' disso: que ela tem um jeito de ser, uma personalidade, que a faz ter em relação a mim algo que a afasta daqui (e não são só questões políticas). Tenho idéias a respeito desses 'algos', mas que deixam de ser importantes quando focamos nossa atenção no Eu que é realmente uma pessoa.
    Somos formados por algumas características que podemos dizer que são importantes, e outras que - também - adquirimos através do tempo nem sempre úteis ou agradáveis, que nem nos servem muito, que não nos dão a idéia de que tudo está profundamente ligado...! São essas que estou deixando de lado.

    Então, quando veio e falou sobre 'nosso Eu que é a Wall', achei muito bonito e verdadeiro.
    Isso poderia ser extendido a toda humanidade, mas não é disso que estamos tratando.

    (continua abaixo)

    ResponderExcluir
  24. Outro ponto: a natureza, o tempo, o lugar no cosmo, que as mulheres têm.
    De fato é diferente do nosso..., considerando a realidade em que vivemos: essa dimensão em que, agora, atuamos. Neste plano, nesta dimensão, onde o Ying e o Yang tem razão de ser, existem diferenças entre homem e mulher que não pude me aprofundar por algumas razões; então, você citar este fato entre outros: o de ficar 'em fogo brando', preparando um 'prato' amargo, salgado que, eventualmente partilham conosco, me faz pensar e, verdade!, enriquecer-me no conhecimento do outro sexo.
    Para saber se sou este tipo de homem, tenho que dividir este prato; falar que sou ou não este tipo de homem, agora, seria jogar conversa fora.

    Umas das razões que me fazem admirá-la é essa: a de colocar em palavras coisas que são importantes para qualquer pessoa medianamente interessada em valores universamente válidos, que são fatos tão absurdamente complexos, quanto simples; e que fazem parte de nosso cotidiano, que gostaria muito de contribuir para um enriquecimento mútuo.

    Estou em 'transição'..., sinto vontade de aprofundar-me em 'tudo', eu acho.
    Então, silêncios -alguns - eu não compreendo, mas aceito como parte da imensa riqueza - e razões - que o ser humano carrega em suas ações.

    Mas entendi, vc foi sábia em suas considerações.
    Há um ditado que reza: 'Aquele que dividir um prato de sal com você, esse será seu amigo(a).'
    Nada mais correto.

    Congratulo-me, pois, por ter descoberto esse meu outro Eu na Wall; assim como congratulo-me por ter-me descoberto em você.

    Que coisa! Vocês mulheres pensam dempre em bodas...! Nunca entendi muito isso! É uma vizão diferente do Tempo... Precisou você tocar no assunto para eu me dar conta desta diferença. Nunca convivi com uma mulher que amasse, acho que por isso não me apercebi de muitas coisas.

    Viverei esses dez anos curtindo vossas companhias, é assim que funciona para nós homens as 'bodas', elas são feitas por 'dias'..., consideramos meio óbvio que estaremos juntos. Então, quando as verdadeiras bodas chegam, depois de 10, 25, 50, ou 75 anos, comemoramos; não tanto por nós, mas, mais por vcs.

    Caso essa amizade continue, caso esse 'Eu' formado por nós três se perpetue, haverá sem dúvida motivo para comemorarmos.


    Um grande abraço, Betina

    ResponderExcluir
  25. ...você disse tanta coisa importante aqui que vou lhe pedir um favor, espere até amanhã, quando com o tempo necessário, posso falar algumas coisas que me deram na telha lendo.

    nossa, você falou coisas lindas!

    :)

    ResponderExcluir
  26. Betina,
    é extremamente benéfico contar o que vai dentro da gente.
    Reli o que escrevi, até que não achei (tirando dois errinhos de português) muito despropositado o que disse.
    No dia em que escrevi até pensei se estava fazendo a coisa certa, depois parei de pensar em 'certo' ou 'errado' e toquei o bonde.

    Como dizem os poetas: a beleza está em quem lê. Também.

    Um grande abraço, Bela!

    ResponderExcluir
  27. "Posso dizer, também, que sou aquele que procura O Que É. Quem Realmente a Gente É. Aos trancos e barrancos, percorro o caminho desse Conhecimento."

    Destaquei de sua descrição do perfil para ilustrar uma coisa que vou dizer. Quando vim aqui pela primeira vez foi a tal parte que me fez dizer: Hum... Que interessante! Alguém que não tem medo de se mostrar ou de procurar amostras de outros, legal.

    Seguimos nos comunicando em comentários, nos lendo, permanecendo na frequência afetiva, nos tornamos 3 e com as palavras que você disse percebo o quanto acertamos em nos unir em nossa forma metafísica.

    Você acaba de dar provas reais de sua opção por manter seu coração aberto e sua mente limpa de qualquer estigma, dogma ou superstição infantil. Você me trouxe grande alegria com suas palavras e eu passei algumas horas ansiando vir aqui lhe dizer o quanto apreciei as suas colocações, o quanto gostei de você ter compreendido o que eu disse.

    Acho que é uma amizade significativa, a que criamos. Ponto para nós, acertamos!

    Nas linhas onde você finaliza suas colocações, onde nos dá uma declaração positiva para nosso-querer-ir-em-frente eu realmente me emocionei.

    Obrigada por estar em nossa amizade, Sylvio, você é importantíssimo dentro de nós!

    Um beijo, dois, dez, mil, infinito...

    ResponderExcluir

  28. Se fossemos seres iluminados, Mestres(as), agiríamos de maneira diferente em muitas coisas.
    Mas, estamos no Caminho. Considero isso evidente.

    Vc está aqui, falando comigo, transmitindo sentimentos (de que muito preciso), isso requer uma humildade que nada tem a ver com aquela que religiões e manuais de educação ensinam; ela é consciente e 'cardiológica'. :) Se não houvesse essa qualidade em vc, não teríamos desenvolvido essa conversa neste cantinho da (imensa) Net.

    Tenho-a procurado (a você), em seus blogs, como tenho procurado a outras pessoas de quem não recebo esta (a sua), 'resposta'. Há um feedback com elas, mas não nesta proporção ou profundidade.
    Aprendi a não julgar, julgamentos limitam percepções, deturpam e embaçam uma visão mais real que possamos ter de alguém. (Mas, não sou perfeito: continuo a combater este costume).
    Muitas pessoas estão a procura de si e de outras, cada uma tem toda consciência do que fazem e, se não têm, a estão buscando dentro de si.
    Na verdade, não vemos com os olhos, não percebemos o mundo só com nossos sentidos (simples ferramentas), cegos seríamos se o fizessemos.

    Acho natural que procuremos nos abrir para as pessoas, que as experimentemos, 'cutuquemos' para que haja uma 'reação', uma resposta, e assim saibamos de que cores são feitas. O interessante - vejo isso por, e com vc - é que este prazeiroso 'jogo' continua, se aprofunda, vai nos colorindo como arco-íris, nos dando continuado prazer.

    Participa dele quem quiser...! É aberto a todas as raças, cores, e religiões.
    É um 'jogo' que vale a pena jogar.

    Você fala de 'nossa' amizade, colocando a Wall como 'participante ativa', mas, sinto-a mais como uma 'espectadora distante' (em 'cima do muro'? Não sei.).
    Sei que sou importantíssimo dentro de você; de outras não me atrevo a presumir.

    Você é importante para mim na mesma medida. Amizades assim nos mantém abertos à aragens e à luz. É como se a própria Natureza nos invadisse: ficamos fortes, acordaddos(as)! Dormimos melhor,
    como se estivessemos deitados em espumas de alta densidade usando edredom de penas no inverno, ou, nus no verão!

    Bem, querida. É isso...
    Continuaremos a nos falar, se nos faltar os meios usuais, usaremos o vento, o balançar das folhas..., o abraço de alguém querido(a).

    Um grande abraço, carinhoso e demorado.
    Agradeço de coração sua presença aqui nestas paginas, e nos seus comentários.

    Você também está se tornando imprescindível.

    ResponderExcluir
  29. E ainda escrevemos em nossos livros didáticos q barbaros eram os povos além do império romano...
    Não seríamos nós, o povo q vive num estado de barbárie?

    ResponderExcluir
  30. Pois é Maris, pouca coisa mudou, mas, alguma coisa tá mudando.

    ResponderExcluir
  31. sylvio,


    :)


    Amizades assim nos mantém abertos à aragens e à luz. É como se a própria Natureza nos invadisse: ficamos fortes, acordaddos(as)! Dormimos melhor,
    como se estivessemos deitados em espumas de alta densidade usando edredom de penas no inverno, ou, nus no verão!

    Bem, querido. É isso...
    Continuaremos a nos falar, se nos faltar os meios usuais, usaremos o vento, o balançar das folhas..., o abraço de alguém querido(a).

    Um grande abraço, carinhoso e demorado.



    tão lindo que achei melhor tomar as palavras e dar de volta a você, como presente.

    sigamos, então, querido.

    um beijo imenso.

    ResponderExcluir
  32. Temos bom gosto...!
    :)

    Vc tem mail? Não é por nada, 'só para ter'... De repente posso conseguir uma receita gostosa de bolo, aí, terei como mandar para vc. Rsrs.

    Abração, Betina.

    ResponderExcluir
  33. hahahahahahahahahahahaha,

    você não existe, hahahaha, não só tenho e-mail como estou esperando ATÉ HOJE os tais contos da lisa mason...

    hahahahahaha

    ResponderExcluir
  34. Beem que eu poderia ter passado sem essa... :(

    :P
    Depois que nos conhecemos melhor, e que passamos a nos aceitar, percebemos algumas coisas na gente que 'combatíamos' mas que faziam parte da gente.
    As vezes sou tremendamente distraído..., mas não é por maldade.
    vou dar uma olhada aqui, agora.

    Bjs!

    ResponderExcluir

Atue! Movimente-se! Se expresse! Nem que seja só comentando aqui!