domingo, 27 de fevereiro de 2011

Ansiedade

Sem perceber, ficamos num patamar de ansiedade. Nos estabelecemos nele como uma coisa normal. Depois reclamamos que não fazemos nada, que nos falta tempo... Consumimos ansiedade (que é insidiosa), e ela nos consome.

20 comentários:

  1. justamente, Sylvio... o pior é a maneira imperceptível com que ela se estabelece, ainda mais nestes tempos onde a velocidade das coisas virtuais e a da vida real se confrontam e se contrapõem.
    a gente quer tudo pra ontem! e já nem sabe mais o que exatamente quer(ia).
    :)
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Hummm...!!!
    Que rapidez na resposta!!!!

    No meu caso, protelo as coisas... E fico cabreiro com isso!

    Quando dava uma prize, subia aquela coisa no peito: o de querer falar tudo..
    Humm, bem, não..., não é o melhor exemplo!

    Outro: estou pra cortar umas 'taubas' prum armário. Já faz 3 meses que estou pra cortar as benditas; e, nada..!
    Ontem me dispuz a terminar este trampo: já estou até com a makita aqui em casa (ha uma semana!!!).

    Aonde estou neste momento????? Aqui, com a bunda na frente do pc...
    Fazendo o que???? Picas! Tou pra lá e pra cá o dia todo, são 19:00hs e nem chegei perto das madeiras!
    Ahahaha!
    E o pior: pensando nas benditas e no trabalho que preciso fazer.

    É nessas que a ansiedade rola, e come solta: calma, e subreptíciamente.

    Mas, tou de olho nela!
    Levantarei, medirei as ditas cujas, e amanhã as cortarei!!!!!

    (Viu como sou macho?)

    Bjs querida!!!!!!!!!
    Vc é show!

    ResponderExcluir
  3. menino, nem me fale em protelação que eu já tô até podendo dar aula disso... hahaha
    esse é um tipo de ansiedade digamos "auto-provocada", a gente fica se cobrando o que não está realmente a fim de fazer naquele momento, seja pela razão que for: pode ser porque a bunda na cadeira em frente ao PC está melhor acomodada, seja porque deu uma certa leseira depois do almoço, ou simplesmente "porque não", como dizia minha filha quando era pequena.
    Quer saber? Eu ando muito favorável ao "porque não" ;)
    Mas esta semana tenho minhas própria 'taubas' pra dar conta... ai ai, que preguiça cã!
    beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. ainda bem que acontecem coisas que nos ensinam a paciência, mesmo na marra!


    ufa! rsrs


    bjsmeus

    ResponderExcluir
  5. Bem, Fernad's...

    Minha filha e neta estão morando comigo... como moro só, minha paciência estará sendo posta a prova num certo período.

    Ainda bem que Mercurio está bem posicionado em relação a Marte no meu mapa até o dia 15 de fev., senão..., eu tava fú!

    Rsrsrs!!!!!!

    ResponderExcluir


  6. Sempre fui favorável ao 'porque não'.
    Continuo sendo, mas, no atual estagio de minha vida, a pergunta mudou de sentido: está dirigida ao meu 'não fazer': 'porque não fazer?'

    Bjão, e boa semana para vc também.

    ResponderExcluir
  7. os cabelos soltos... ficou muito bom!


    ansiedade... deus que me livre dela.


    um beijo, amigo.

    ResponderExcluir
  8. E nessa ainsiedade, deixamos que se consuma nossa própria vida, que passa poor nós sem que percebamos porque estamos ocupados demais sendo asiosos...

    ResponderExcluir
  9. Foto ficou meio exquisita..., troquei Bê!

    Depois dos 40, a tendência é ela ir-se embora.

    Outro beijo, amiga!

    ResponderExcluir
  10. No momento estou sendo consumida pela ansiedade.
    Ê, lasqueira! :-p

    ResponderExcluir
  11. Pois é Erica.

    Coisas da vida.

    Krishamurti (estou lendo seu Diário), diz que
    "Qualquer movimento do pensamento deve ser compreendido, uma vez que todo pensamento é reação; e a ação daí resultante, só aumenta a confusão e o conflito."


    Retiro disso, e de outras coisas que li dele, que a mente deve estar quieta, vazia, calma, para que o que é criativo aflore, aconteça, se recrie.
    Ansiedade é esperar por algo, é resultado de expectativas criadas.

    Bem, o assunto pode ir longe.
    Leia um livro dele, um homem iluminado. Um avatar de seu tempo.

    Abrçs.

    ResponderExcluir
  12. E como atrapalha a vida da gente a ansiedade. Você troca os pés pelas mãos, passa carro na frente dos bois, fala mais do que devia, come mais do que devia e por aí vai.

    A gente precisa lançar sobre Deus toda a nossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de nós.

    Beijo, Sylvão!

    ResponderExcluir
  13. Nova

    Ansiedade só ferra a vida da gente.
    Por ter tido um pai durão e chato, que cobrava muito de si e dos outros, sempre fui muiiito ansioso.
    Sofri bastante.
    Com o tempo vamos percebendo o mal que faz.

    Deus também 'aprende e apreende' com a gente.
    Melhorarmos é melhorar o Universo!


    Beijos, Nova!

    ResponderExcluir
  14. Oi Ju!

    Ansiedade é uma coisa... Passividade, outra.
    Mas, quem se entrega a ansiedade, tende a ficar 'passivo', pois não 'realiza' muita coisa.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Deus aprendendo?
    Deus já sabe tudo, moço...
    : )

    Como foi o feriadão?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  16. Nova

    Através de vc. Um amigo não aprende com vc? É a mesma coisa.

    Fiquei em casa, tipo coçando... (as teclas).

    bejòn!

    ResponderExcluir

Atue! Movimente-se! Se expresse! Nem que seja só comentando aqui!