quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Sobre Querer Colo

"Temos o nosso colo..., que nem precisa de nossa cabeça. Também penso em querer um, mas, me lembro de que Jesus disse um dia que o Filho do Homem tem o Universo, mas não uma pedra em que recostar sua cabeça. 
Seu poema impressiona, a tempos não leio algo assim. É 'hermético', mas reflete conceitos corretos que não precisariam vir de uma situação conturbada. Mas se vem, é porque assim é. Nos comportamos de maneira especial quando nossa alma luta por respirar. É um processo, um acontecimento dentro de um processo de nos (re)lembrarmos Quem Somos. É um Acordar. 
Assim que, querer um colo, não tem nada de estranho. Normalmente, temos palavras, percepções que nossa intuição nos traz, um amigo que fala com a gente, um dia de sol. Este são os nossos colos."

11 comentários:

  1. você tem uma energia boa, isso é sensação.

    ResponderExcluir
  2. Sylvio,iniciamos nossa existencia no colo do útero, e terminamos embalados pelos amigos e parentes em um colo de madeira. Mas será realmente somente este átimo no universo a nossa existencia? Eu não creio.
    Abraços, Paulo Bettanin.

    ResponderExcluir
  3. Sylvio, convido a ti e a teus leitores para conhecerem e participarem com suas produções literárias do Urbanasvariedades, o modo long play do Urbanascidades, blog cultural de produção coletiva. Visite urbanasvariedades.blogspot.com. e solte o verbo.
    Um abraço,
    Paulo Bettanin.

    ResponderExcluir
  4. ...tudo bem
    mas um colo
    de uma fêmea
    de verdade
    acolhedor
    generoso
    aconchegante
    sarado safado
    sacana
    sedento
    altruísta
    anarquista
    quente
    pulsante
    ululante...
    filosofia nenhuma
    lucubração alguma
    nostalgia qualquer
    reflexão alhures
    substitui
    lembrar do útero do túmulo
    próximo ao túmulo do útero
    é bem melhor...

    aql abç

    ResponderExcluir
  5. Entre estes dois colos Paulo, existem outros, como esse que o Guru Martins nos lembra.
    concordo inteiramente com vc.

    Já andei lá pelo seu espaço.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Guru Matins

    "...tudo bem
    mas um colo
    de uma fêmea
    de verdade
    acolhedor
    generoso
    aconchegante
    sarado safado
    sacana
    sedento
    altruísta
    anarquista..."

    Ahhh Guru..., ainda sonho com um colo desse.

    Aquele abraço!!

    ResponderExcluir
  7. Sempre preciso de colo. Eu tinha, mas depois que meus pais morreram, não sobrou um colo que eu possa encostar a cabeça, como Jesus disse.

    Belo post, Sylvio! Espero que você tenha um colo!

    Beijos

    Mirze

    ResponderExcluir
  8. Pois é Mirze...

    Deve haver um meio, e há, de 'não precisar de colo' no sentido que a gente dá: de necessidade. Mas, eu também não cheguei lá.
    Também me sinto meio no hora veja...

    Abraços minha querida.

    ResponderExcluir

Atue! Movimente-se! Se expresse! Nem que seja só comentando aqui!